Quem trabalha com doces caseiros precisa ter todo o cuidado de oferecer produtos de qualidade. São escolhidos os melhores ingredientes, o atendimento é caprichado e, muitas vezes, é feita até a entrega dos doces caseiros na casa dos clientes. Diariamente o número de consumidores fiéis aumenta e o sucesso também. E aí vem a pergunta: “Será que preciso registrar minha marca?”

preciso registrar minha marca de doces caseiros

A resposta é sim! O seu produto é único, afinal, você os prepara com todo o cuidado e carinho. Quem compra os seus doces compra porque ele é feito por você! Esse sucesso faz com que o seu nome fique conhecido. Isso é bem legal, não é mesmo? Mas o risco é: alguém pode aproveitar do seu sucesso e usar o nome da sua marca indevidamente! A única maneira de evitar que isso aconteça é registrando a sua marca.

Por que registrar minha marca de doces caseiros?

Ter uma marca ajuda a identificar e diferenciar o seu negócio dos demais diante do seu público. Registrar seu nome fantasia ou comercial é a única forma de proteger a sua marca de possíveis cópias, garantindo exclusividade do seu uso e seus produtos.

Sabia que registrar marca é diferente do registro na junta comercial?

No caso do setor alimentício como o seu, é ainda mais importante, já que existe muita concorrência de mercado. No meio da crise e da falta de dinheiro, muitas pessoas estão indo atrás de uma renda extra e a maioria investe em doces caseiros. Portanto é preciso dar esse passo para garantir melhorias no seu negócio.

preciso registrar minha marca de doces caseiros

Uma marca que seja exclusiva engrandece o seu produto e faz com que você ganhe um maior espaço no mercado. Já pensou em aumentar a produção dos seus doces caseiros e vendê-lo por toda a região? Com a marca registrada você poderá expandir seus negócio e ninguém poderá se aproveitar do seu esforço e trabalho.

Por mais que isso envolva custo, é um ótimo investimento e não apenas uma despesa. Isso irá refletir — e muito! — no seu fluxo de caixa.

Veja como o registro de marca foi importante para o Paulo, da BN Coffee

Como é feito o processo de registro?

Qualquer pessoa sendo jurídica ou física, que esteja exercendo atividade efetiva e remunerada pode solicitar o registro da sua marca. Sendo assim, você que é doceira e faz os seus doces todos dentro da legalidade pode requerer esse registro.

Ele é feito pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e tem duração inicial de 10 anos, prorrogáveis. Antes de registrar sua marca, é preciso fazer uma pesquisa no Sistema de busca do INPI para descobrir se a marca — o nome e logo — já possui registro. A prioridade é sempre para quem solicitou primeiro, por mais que o processo não tenha sido concluído. Você também terá que levar em conta o setor em que você atua: uma pizzaria, uma loja de roupas e uma empresa de cosméticos podem usar o mesmo nome, pois são de setores totalmente diferentes.

Faça uma pesquisa gratuita clicando aqui e descubra se sua marca está disponível para registro.

preciso registrar minha marca de doces caseiros

Quais as taxas que devem ser pagar nesse processo?

Para fazer esse registro é necessário pagar no mínimo 2 taxas. Uma será paga quando você der entrada no pedido e outra quando o registro lhe for entregue — cerca de 18 meses —, sendo válido por 10 anos. Vale ressaltar que sua marca já está protegida do momento que der a entrada do seu pedido. Se caso houver no meio do processo alguma solicitação que você ache necessário para a sua marca, poderá haver cobranças de taxas adicionais.

Além das taxas, há também o investimento da empresa que fará o registro para você. É importante frisar que deixar o registro da sua marca por conta de quem entende do assunto é essencial para evitar problemas e gastos futuros. Essa empresa também ajudará para o caso de oposição em relação ao pedido da sua marca.

Documentos necessários

É possível registrar uma marca usando o seu CPF (pessoa física) ou o CNPJ (pessoa jurídica). Os documentos para cada um são:

Para a pessoa jurídica

É necessário apresentar:

  • Cópia do requerimento de empresário;
  • Contrato social da empresa;
  • Certificado de microempreendedor individual;
  • Cópia do CNPJ atualizado;
  • Cópia da declaração de microempresa e do estatuto social e aditivos, se for o caso.

Para a pessoa física

Você terá que apresentar uma cópias:

  • RG
  • CPF
  • Comprovação de atividade profissional autônoma, que deve ser reconhecido pelo órgão fiscalizador.

Fazer o registro da sua marca é um procedimento simples, porém que exige cuidado e atenção. Esse pequeno passo é o começo do seu sucesso. Ainda tem dúvidas sobre o registro de marca? Fale com a equipe Zênite Marcas!

6 COMENTÁRIOS

    • Fabrico doces caseiros para revenda, quero distribuir para bares, lanconetes, mercadinhos entre outros para revenda .
      O que e preciso para isso ?

      • É importante ter a marca registrada, Douglas. Isso evita que concorrentes utilizem ou até mesmo roubem sua marca. Além disso, claro, é importante estar em acordo com as normas municipais, estaduais e federais para produção de alimentos. Em relação a marca nós podemos te ajudar, entre em contato conosco no telefone (14) 3815-4897 – também é nosso Whatsapp.

  1. Muito bom seu post de verdade, sem dúvidas ajuda muitas pessoas, assim como eu fui ajudado.
    gostei muito do conteúdo que você colocou já vai me ajudar bastante pra ter um norte, com certeza se eu tiver dúvidas voltarei aqui para tirá-las.
    Voltarei para conferir as novidades.

    Grande abraço continue com este belo traballho…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here