O processo de criação de uma marca pode se tornar um grande problema para um empreendedor. A marca é aquele sinal que faz com que as pessoas reconheçam o seu negócio ou o seu produto na prateleira. É o que as pessoas amam ou odeiam. Por isso ela precisa ser muito bem elaborada. 

como criar uma marca do zero em 7 passos

Isso não precisa ser um empecilho para criar uma marca forte e de sucesso. Aqui, listei 7 passos que vão te mostrar como criar uma marca do zero. Você pode fazer tudo isso sozinho, com seu sócio ou contratar um profissional para criar sua marca. Mas, saber disso aqui vai te ajudar em estruturar todo o seu negócio. 

Vamos aos 7 passos?

1 – Analise seu público-alvo e seus concorrentes

Conhecer o seu público alvo será o ponto de partida para qualquer coisa em seu negócio. Seja para criar a marca, definir e moldar seus produtos e serviços disponíveis, elaborar estratégias de marketing, criar propostas de venda etc.

Já o conhecimento sobre seus concorrentes irá abrir sua cabeça sobre o que você pode (e deve) fazer diferente em seu negócio. Além da diferenciação, te impulsiona a ser melhor para ter resultados melhores.

De um modo geral, você precisa:

Saber quem é seu público (homem ou mulher e idade), onde ele esta, o que faz para ganhar a vida, o que faz no tempo livre, como compra, como consume, como paga, renda média etc. 

Todas essas informações juntos facilitam na hora de criar uma persona (a definição de seu cliente ideal). Toda sua comunicação e a definição da sua marca deve ser criada pensando nessa persona. Afinal, é mais fácil conversar com uma pessoa do que milhares.

Criando uma marca pensada para quem vai consumir, você consegue obter melhores resultados. 

2 – Defina o foco e a personalidade da sua marca

Sim, a marca tem personalidade! Ela será mais séria ou extrovertida? É importante saber disso porque irá influenciar na forma como sua marca irá atuar, tanto nas redes sociais, como na embalagem do seu produto e até na entrega do mesmo até seu cliente.

como criar uma marca do zero em 7 passos

Uma marca com personalidade forte é capaz de se fazer presente e saltar aos olhos dos consumidores. Um bom exemplo é a Netflix. Existem vários serviços semelhantes no mercado, mas nenhum deles possui uma marca tão bem estabelecida e com personalidade no mercado. 

Consequentemente, a Netflix se destaca em seu segmento. 

Outro ponto importante é que sua marca deve ser a mesma em todos os locais. De nada adianta ser extrovertida em sua comunicação externa, mas ter um atendimento e um pós-venda complicado e sério demais. 

Se você ainda não pensou em como criar a missão, visão e valores da sua marca, o momento é esse. Crie tudo isso baseado no foco que sua marca possui. Para te ajudar a sair do zero, observe a missão, visão e valores de marcas que você admira.

O branding é a ferramenta perfeita para te ajudar a encontrar (e seguir) o foco da sua marca e a personalidade dela.

3 – Escolha o nome de sua empresa

Como assim a escolha do nome é o passo 3?

Pois é. Não adianta ter uma lista de nomes perfeitos, mas nenhum deles se enquadrar no seu público ou até na personalidade da sua marca. O ideal é que você tenha conhecimento sobre o mercado ao seu redor antes de bater o martelo no nome da marca.

O nome é o que irá acompanhar toda a trajetória do seu negócio. Inclusive, algumas marcas se tornaram tão marcantes que até viraram sinônimo de seus próprios produtos! 

Há alguns pontos importantes para considerar na hora da decisão:

  • Pense tanto na escrita quanto na pronúncia: seu público precisa conseguir ao menos falar o nome da sua marca;
  • Cuidado com duplo sentido (exceto se essa for sua real intenção!);
  • Analise o que a palavra realmente significa;
  • Escolha uma marca disponível para registro no INPI.

Conheça o processo de naming para escolher o nome da sua marca.

4 – Crie um slogan

O slogan é um complemento para sua marca. É uma expressão que faz todo sentindo com sua missão, visão e valores. Não é apenas uma escolha casual, também deve considerar todos os pontos que listei acima. 

Um bom exemplo é “amo muito tudo isso”. Nem citei nomes, mas você sabe de qual marca estou falando, não é mesmo?

como criar uma marca do zero em 7 passos

É uma frase curta, mas é cativante. O intuito é que reforce a personalidade da sua marca e suas características. Deverá causar um grande impacto no consumidor.

Sua frase de slogan pode ser aplicada de várias formas, como em seus materiais de divulgação (impressos ou não), na bio do Instagram, em vídeos, impressos para ponto de venda e qualquer outro tipo de material promocional.

5 – Defina sua identidade visual

O seu logo não deve ser apenas um logo bonitinho. Sua identidade visual deve ser muito bem planejada, pois isso também influenciará na conquista de seus consumidores e na venda de seus produtos.

A escolha da cor, por exemplo, deve ser adequada com o seu público, com o seu produto ou serviço e com a mensagem que você deseja transmitir. É bem provável que a cor ideal não seja sua cor preferida, mas acredite que isso fará total diferença na criação da sua marca.

Considere o significado de cada cor e a sensação que ela transmite. Por exemplo, a combinação de amarelo e vermelho passa uma mensagem de urgência em sua compra, como os lanches do McDonald’s.

A cor azul, por sua vez, transmite mais tranquilidade e segurança. Sendo bastante usada para seguradoras, bancos e outras empresas que precisam passar segurança para seus clientes.

As combinações de cores também precisam ser estudadas e planejadas. Além de conversarem entre si, é preciso pensar na aplicação. Por exemplo, logos que tenham degradê, em alguns materiais poderá ficar com a cor distorcida. 

como criar uma marca do zero em 7 passos

6 – Crie seu logotipo

Falamos das cores, mas agora vamos falar sobre o logotipo. 

Primeiramente, evite buscar imagens prontas na internet. Por exemplo, é bem comum açougues usarem a mesma imagem de boi em suas identidades visuais. Isso acontece porque ao invés de criar um logo do zero, se utilizou de uma imagem pronta na internet. 

Isso acaba sendo bem ruim, pois além de correr o risco de usar o logo de outra marca já registrada, você não cria diferenciação em seu negócio.

Outro ponto importante é a escolha da fonte. Opte por uma que não cause confusão no consumidor na hora de ler. Você também pode personalizar uma fonte para sua marca, como é o caso da Coca-Cola.

O logotipo pode ser de várias formas possíveis: 

  • Nome da marca + um ícone que a represente; 
  • Nome da marca com fonte estilizada (tipográfico);
  • Apenas um ícone;
  • Uma imagem ou desenho;
  • Uma imagem ou desenho abstrato;
  • Formas geométricas que compõe um desenho;
  • Mascote (animal ou humano) estilizado;
  • Emblema da sua marca.

7 – Registre sua marca

Depois de todo esse trabalho, você não quer ninguém usando sua marca indevidamente, não é mesmo? 

A única maneira de garantir que a marca seja realmente sua e evitar cópias, é através do registro de marca no INPI. 

como criar uma marca do zero em 7 passos

Não adiante elaborar um plano de criação de marca, identidade visual e não registrá-la. Mesmo que sua empresa tenha um CNPJ ou suas redes sociais tenham milhares de seguidores. A única maneira de comprovar e garantir a exclusividade da marca, é através do registro.

Essa é uma etapa importante na história de toda marca de sucesso. Mesmo que seu negócio esteja no começo, o registro é necessário. Isso garantirá que você construa um império usando como base uma marca que será sua. 

O registro impede que outras pessoas usem sua marca indevidamente. Afinal, não é permitido que duas marcas iguais ou semelhantes atuem no mercado no mesmo segmento. Ou seja, com o  registro, não poderá existir uma marca igual ou semelhante à sua no mercado. Você será único e exclusivo.

Para saber mais detalhes sobre o registro, clique aqui. Para fazer o seu registro agora mesmo, clique aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here