Cada brasileiro consumiu cerca de 826 xícaras de café em 2020. Cerca de 6kg de café por pessoa no último ano. Bastante, não é mesmo? Se analisarmos mais a fundo e comparar com outros países, como a Finlândia, o consumo de café no Brasil ainda é baixo. Porém, o que se observa é que a bebida de qualidade é mais apreciada. Não é só tomar um cafezinho, mas envolve toda a experiência que esse momento proporciona. E são poucas marcas de cafeteria que oferecem isso.

Em média, cada brasileiro consumiu cerca de 2 xícaras de café por dia. Há dados que indicam que o consumo baixou, porém vale ressaltar que o ano de 2020 foi o ano ápice da pandemia. Agora em 2021, as coisas estão voltando a funcionar e até coisas novas estão surgindo. 

Isso também vale para o ramo de cafeterias. Como é o caso do estilo “to go”, aquele em que o cliente pega o seu pedido e vai embora. Por isso, aqui vou destacar algumas dicas de marketing nada convencionais para aplicar e conseguir melhorar seus resultados com sua marca de cafeteria. 

Duvida que isso seja possível? Só te peço uns minutinhos de atenção para ler esse texto aqui.

Experiência do consumidor

O café deixou de ser uma “bebida para acordar” e passou a ser uma bebida para degustar. Tanto o sabor quanto uma boa conversa em um ambiente legal. Todos nós passamos por momentos difíceis nos últimos anos. E se tem uma coisa que aprendemos é aproveitar o momento.

Isso inclui apreciar uma boa experiência com um bom café.

Planeje uma boa experiência para a pessoa que vai consumir seu produto. Desde o momento que ele entra no seu estabelecimento, a entrega da bebida até a saída do cliente. Essa pequena jornada tem que ser boa. Arrisco dizer inesquecível. A experiência com a sua marca precisa deixar aquele gosto de “preciso voltar aqui”.

dicas de marketing para cafeteria registro de marca para cafeteria

O modelo “to go” é uma ótima maneira de se pensar na experiência. Essa modalidade é semelhante à um balcão de retirada, onde o cliente chega, faz o pedido e o leva. Pode existir a opção de consumir ali, mas a ideia é ser um delivery de café. 

Neste caso, é preciso pensar em alguns aspectos:

  • Embalagem – precisa ser boa o suficiente para manter a temperatura da bebida e, ao mesmo tempo bonita e instagramável (falarei sobre isso mais para frente);
  • Praticidade – geralmente essa opção é perfeita para os dias corridos e/ou para atender pessoas que tem pouco tempo, portanto pode incluir outras opções práticas de lanches individuais;
  • Delivery – e por que não, entregar o café? Essa pode ser uma opção para diferenciar o negócio. Você pode incluir outras opções de produtos e bebidas quentes. Mas reforço a importância de incluir uma boa embalagem para manter a temperatura;
  • Ponto estratégico – esse modelo é perfeito em locais com circulação de pessoas a pé, como faculdades, hospitais e até escolas.

Todos os itens listados acima fazem parte da experiência do consumidor. Se você conseguir juntá-los, terá uma boa oportunidade em mãos.

Para facilitar, pense em como sua persona gostaria de ser tratada. E coloque isso em prática.

Venda mais que um café, venda histórias

Não venda só um cafezinho. Crie uma história. Fale sobre o grão de café que é usado, sobre quem colhe. Coloque toda uma vida em uma xícara. Mostre que isso faz toda a diferença no produto final, no sabor da bebida, no aroma…

“Ah, mas quando vou fazer isso? O cliente tem pressa, quer tomar um café em paz…”.

Há muitas possibilidades e você pode ser bastante criativo nessa etapa. Você pode dividir essas experiências e contar histórias sobre o seu café nas redes sociais. Você pode expor elementos na decoração do ambiente e até mesmo contá-la no próprio cardápio.

dicas de marketing para cafeteria registro de marca para cafeteria

Desde os primórdios as pessoas gostam de histórias. Desde que trabalhe com a emoção e desperte o interesse. Você pode até mesmo usar a sua própria história na comunicação da sua cafeteria para gerar conexão com as pessoas.

Basicamente, o cliente faz o pedido. Enquanto você o prepara, ele tem alguns minutos para apreciar o ambiente e quem sabe ler um pouco sobre sua história. Mas para isso você precisa fazer com que as pessoas tirem os olhos da tela do celular. Portanto, criar um bom ponto de vendas, faz a diferença.

Mas, em todo o caso, se o cliente continuar olhando a tela do celular, você pode usar as redes sociais e outras estratégias digitais. Como por exemplo um QR Code na embalagem que manda o seu cliente para suas redes sociais ou até um site com um vídeo sobre sua história. 

Tenha conteúdo

Aproveitando o momento, trabalhe um conteúdo legal nas redes sociais. Faça postagens com conteúdo e não apenas vendas. Mostre o seu café, os grãos, a produção. Seja frequente.

Antes de conquistar pelo sabor, conquiste pelo visual. Contrate um bom fotógrafo para tirar fotos dos seus produtos. Sabe aquelas imagens que são de “comer com os olhos”? Algumas fotos são tão boas que despertam até memórias olfativas e você sente o cheiro do café. 

Um bom fotógrafo vai conseguir fazer isso.

Mas, se essa ainda não é uma opção para você, sugiro aprender um pouco de fotografia na internet ou no YouTube e tirar algumas bem legais de seus produtos. É importante manter a frequência nas redes sociais e postar sempre. Criar um cronograma de postagens vai te ajudar. 

Outra coisa que contribui bastante, é uma linha editorial. A linha editorial são os assuntos que você tratará na sua comunicação digital. Uma cafeteria não precisa falar apenas de café. Conhecendo o seu público alvo e sabendo seu comportamento, é possível encontrar assuntos relacionados que você pode usar como uma ramificação de conteúdo.

Por exemplo, você pode incluir entretenimento em suas postagens. Principalmente se o seu público for de jovens, estudantes e afins. Para definir sua linha editorial, você deve conhecer muito bem o seu público.

Veja como mapear o público alvo aqui.

Lembra que eu falei sobre embalagens “instagramáveis”? Essa palavra nova quer dizer que a embalagem do seu produto precisa ser bonita que desperte a vontade do consumidor de fotografá-la e postá-la em suas redes sociais. 

Isso também é uma forma de criar conteúdo para si mesmo. Quando isso acontece, a marca da sua cafeteria fica visível para os seguidores dessa pessoa e, consequentemente, aumenta sua visibilidade nas redes sociais. 

Além disso, você mesmo pode aproveitar suas embalagens bonitas para fotografá-las em vários lugares diferentes e usar essas fotos em seus conteúdos.

O que combina com café?

Aqui volto lá na experiência do consumidor. Uma boa xícara de café combina com o que?

Ofereça outros produtos que casem com o seu carro-chefe. Logo de cara, particularmente, o café combina muito bem com pão de queijo. E para você?

Não é preciso muitas opções, limite os itens para facilitar para quem está escolhendo. Dê sugestões, fale dos sabores e das combinações. Aqui também entra a importância de conhecer o seu público alvo e a persona. Com essas informações, você sabe quem vai frequentar o seu espaço e o tipo de alimento que consome. 

Outras opções para incluir no cardápio são: bolos caseiros, tortas doces e salgadas, lanches naturais etc. A ideia é que você aproveite o local para incluir outros produtos, além do seu produto principal, o café.

Lembre-se: todos esses itens irão carregar a sua marca. Portanto, capriche na aparência, no sabor e no cuidado com o alimento.

Crie uma marca incrível

Para criar uma marca incrível você precisa colocar amor e sentimento nela. Colocar tudo o que listamos acima em prática e trabalhar muito. A dedicação que você coloca em seu negócio faz parte da caminhada de todo empreendedor.

A marca não é só um logo bonitinho, mas inclui toda a essência que ela carrega.

Já te adianto que não será fácil, mas garanto que a recompensa é gigantesca. Colocando em prática dia após dia tudo o que você aprendeu sobre marketing, estratégias, planejamento e principalmente sobre o café, você conseguirá deixar sua marca conhecida. 

E muito mais. É possível aumentar o valor da sua marca e torná-la desejável. Um exemplo é o café mais famoso do mundo, que nem preciso citar aqui, não é mesmo?

Contudo, recomendo fortemente que você faça o registro da marca da sua cafeteria. Isso vai proteger todo esse trabalho que você está tendo agora. Isso vai garantir que você seja o verdadeiro e único dono da sua marca. Vai impedir que outras pessoas a roubem ou usem indevidamente a marca que você criou.

Você pode saber mais sobre registro de marca aqui.

dicas de marketing para cafeteria dica de marketing para cafeteria

Para resumir

Crie boas experiências através de histórias, de sabores, oportunidades e crie bons conteúdos. Trabalhe todos os dias com o que você ama e isso lhe dará bons frutos. 

Existem vários modelos de cafeterias pelo mundo afora. Conheça-os, pesquise sobre eles. Veja qual mais se adequa ao tipo de negócio que você deseja e principalmente, escolha o modelo que sua persona precisa. 

Sabendo quem é o seu público alvo e definindo uma persona, você conseguirá criar uma marca de cafeteria de sucesso. Está esperando o que para começar a colocar tudo isso em prática?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here