Independente do nicho, existem alguns erros que matam os seus lucros. Sem contar que prejudicam consideravelmente a imagem da sua marca diante dos consumidores. Aliás, quantas vezes você desistiu de uma compra devido ao péssimo atendimento? 

Quer lucrar mais com seu negócio? Evite esses 5 erros e faça sua marca crescer!

Para que esse tipo de situação não aconteça com o seu negócio, confira aqui os 5 erros que você deve corrigir hoje mesmo em seu negócio para fazê-lo crescer!

1 – Mau atendimento no WhatsApp (ou em qualquer lugar)

Atendimento é alma do negócio. Se o cliente for bem atendido, ele volta. Caso contrário, ele nunca mais volta e ainda tem grandes chances de falar mal da sua empresa. Portanto, investir em um atendimento de qualidade é o primeiro degrau para o sucesso.

Treine toda sua equipe, principalmente quem tem contato direto com o cliente. Seja para vendas ou no pós-vendas. Simpatia e empatia é uma boa dupla para garantir um bom atendimento.

Agora, um ponto muito importante e que muitas empresas deixam de lado, são as redes sociais. O WhatsApp tornou-se um excelente canal de comunicação com o consumidor. Mas, o que acontece é que muito cliente fica sem resposta… Ou ainda é “visualizado e ignorado”. 

Já falamos aqui no blog sobre atendimento pelo WhatsApp aqui e aqui.

Atender bem não envolve apenas o presencial, mas também através dos canais de comunicação. O WhatsApp é uma ferramenta poderosa, desde que se saiba como usá-lo. Existem outros bons canais de comunicação online:

  • Instagram (direct e feed);
  • Facebook;
  • Messenger;
  • E-mail;
  • Twitter.

E ainda há o tradicional telefone. A principal dica é: escolha os canais de comunicação que seu público usa e, atenda muito bem!

Responda rápido e responda bem. Não deixe seus clientes sem resposta. E use o mesmo canal e maneira de comunicação que eles. Se eles mandam áudio, comunique-se por áudio. Se é por mensagem de texto, use mensagem de texto.

2 – Não criar planejamento

A base do sucesso é planejar-se em todos os aspectos. Desde a rotina do negócio até a forma de atendimento. E claro, o planejamento de marketing.

planejamento para lucrar mais

O primeiro ponto para um bom planejamento é ter um foco. Defina seu objetivo e trace a rota até ele. Logo, você já sabe o que precisará. Basta se planejar. Isso é válido também para o marketing. As estratégias devem ser bem feitas e, estar de acordo com a política, linguagem e posicionamento da empresa.

É importante lembrar que dentro do planejamento está outros pontos que vão muito além do seu negócio:

  • Estudar o mercado (seu local de atuação e/ou planos de expansão);
  • Conhecer o público alvo e definir uma persona;
  • Observar os concorrentes;
  • Acompanhar as novidades do seu setor;
  • Buscar inovações para seus produtos/serviços;
  • Otimizar sempre seu atendimento.

A equipe deve estar alinhada com o seu planejamento. Portanto, procure falar abertamente quais os próximos passos e os objetivos. Dessa forma, todos estarão mais empenhados para alcançar os devidos resultados.

3 – Postar coisas pessoais demais

Há casos em que o perfil (imagem) do proprietário da marca se sobressai. E, com isso acaba se tornando alvo dos clientes.

Quem é empreendedor precisa vestir a camisa para preservar a imagem do seu negócio. Tenha muito cuidado com as postagens em seu perfil pessoal, pois isso pode interferir na imagem da sua marca.

Não é errado publicar fotos da sua família, reuniões informais ou até uma festa. Mas escolha as fotos que sejam boas, que não comprometam ou ainda que não ferem o posicionamento, a missão e visão da empresa. 

Apesar da empresa ter um perfil e proprietário outro, esse cuidado é importante, já que a empresa é formada por pessoas, não é mesmo?

Faça também postagem profissionais, falando sobre o seu trabalho, sua rotina, seu dia a dia. Isso gera conexão real com os seguidores. Tanto para você, quanto para sua marca.

Inclusive, muitas pessoas preferem seguir uma pessoa do que uma marca. Isso porque a empatia tende a ser maior. O conteúdo gerado por uma pessoa também. Afinal, pessoas se conectam com pessoas. É interessante manter os dois perfis com estratégias de publicações, utilizando conteúdo inteligente para conectar-se com o público.

melhorar imagem da marca nas redes sociais

4 – Focar nos produtos o tempo todo

Aproveitando o tópico anterior sobre as redes sociais, sua marca também precisa ter um bom perfil para gerar impacto e engajamento.

Um erro fatal, é postar sempre e apenas sobre seus produtos. Há uma infinidade de possibilidades para gerar valor e nutrir seus seguidores e, vão muito além de publicar apenas promoções.

Existem estratégias mais elaboradas, como o storytelling. Com essa técnica de escrita, você gera valor e engajamento através de histórias. Sua marca cria uma conexão com o público, que consequentemente interage com essa publicação, aumentando o engajamento do seu perfil.

Não faça do seu perfil um jornal de ofertas. Faça dele um canal de interação. 

Crie postagens que sejam realmente relevantes para o público, como por exemplo, dicas de saúde para produtos/serviços de saúde. Dicas de viagem ou de destinos para quem trabalha com turismo. Para quem trabalha no setor alimentício, poste imagens produzindo os pratos. Entre outros.

5 – Não ter cuidado com o financeiro

Esse erro é péssimo tanto para a saúde financeira da sua empresa como a sua pessoal. E, envolve também o primeiro ponto deste artigo: o planejamento. 

planejamento financeiro

A princípio, você deve ter uma quantia para investimento, pois será necessário colocar dinheiro para começar o seu negócio. O lucro vem, mas dificilmente será logo no início. Até mesmo porque você terá se inovar e investir novamente até conseguir manter o negócio funcionando.

Faça uma lista de tudo o que você precisa e, compre os itens mais emergenciais. Se for montar um escritório ou precisa de um local para atender, atente-se a alguns pontos importantes que podem ser custosos:

  • Aluguel do espaço (que pode ser alto dependendo do local e tamanho);
  • Contas fixas como água, luz, internet, faxineira entre outros;
  • Funcionários (que podem ser necessários logo no início);
  • Impostos (sobre as notas emitidas, funcionários etc);
  • Equipamentos para os funcionários (esse ponto pode variar de acordo com o seu nicho).

Tudo isso deve estar dentro de um plano financeiro, para ajudar a se planejar. E, dependendo do nicho e do valor que foi investido no começo, os lucros reais podem demorar a vir. 

Muitos empreendedores, principalmente os micro e/ou MEI, começam em casa. Isso já elimina muitos outros custos e ajudam a se reerguer dentro do tempo deles. Se essa opção for viável para você, pense nela com carinho. Pois dessa forma é possível garantir um fôlego financeiro e gerar um crescimento aos poucos, mas com lucro, tornando o negócio viável a curto prazo.

BÔNUS – Não registrar sua marca

Para finalizar essa lista, uma dica bônus: não registrar sua marca é um péssimo jeito de fazê-la crescer. Acontece, que a marca é de quem registrá-la primeiro. Se você não o fizer, alguém fará e roubará todo o seu trabalho.

Para evitar que isso acontece e proteger sua marca, faça o devido registro no INPI. Entenda mais sobre como isso é feito aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here