Você lembra quando a internet estava começando? Foi mais ou menos nessa época, em 1994 que Jeff Bezos criou a Amazon. A princípio, era um negócio de vendas e distribuição de livros.

conheça a história da marca amazon

Agora, 28 anos depois, a Amazon vende diversos produtos. Como brinquedos, eletrônicos e acessórios. Além disso, também oferece serviços online para o varejo. Como Amazom Web Services (Serviços de armazenamento em nuvem), Amazom Prime (streaming) e a famosa (e desejada) Alexa (assistente virtual).

O principal valor da Amazon é conhecer as necessidades dos clientes. A marca preza pela velocidade das entregas e pela inovação. Atualmente, está entre as empresas mais valiosas do mundo com uma importância de 1.62 trilhões de dólares.

Vamos conhecer um pouco mais da sua história?

Quem é Jeff Bezos?

Nascido em 12 de janeiro de 1964, Jeff Bezos é um empresário, presidente e fundador da Amazon. Nasceu em Albuquerque no novo México e cresceu em Houston, Texas.

conheça história da Amazon

Bezos trabalha como analista da Wall Street. E, durante uma viagem de Nova Iorque para Seattle, ele teve uma ideia. E nessa mesma viagem, começou a planejá-la de verdade. Essa ideia se concretizou em 1994, na garagem da sua casa. Sim, estamos falando da gigantesca Amazon.

O empresário esteve no cargo de presidência da Amazon até dia 5 de julho de 2021. Isso aconteceu porque a empresa não foi a única empreitada de Jeff Bezos. Uma pessoa bastante audaciosa em seus planos.

Jeff Bezos e o espaço

Em 2000 ele fundou a Blue Origin, uma empresa de voo espacial. Foi uma empresa de bastante sucesso, porém ele a manteve em segredo por 6 anos! O objetivo dessa empresa era realizar o sonho das pessoas a entrar no espaço. Inclusive, esse era o sonho de seu fundador.

Recentemente ele realizou o sonho de viajar para o espaço! Sim, isso mesmo. A primeira viagem dele foi no dia 20 de julho de 2021. Esse foi o primeiro voo para o espaço sem ter um piloto.

E claro, Bezos não viajou sozinho. Os integrantes dessa viagem que o acompanharam foram: seu irmão Mark Bezos, Wally Funk (a pessoa mais velha a ir ao espaço, com 80 anos) e Oliver Daemon, com 18 anos, o homem mais novo viajar na órbita terrestre.

Para essa façanha, cada passageiro custou cerca de 28 milhões de dólares

A viagem teve uma duração de 10 minutos e atingiu 100 quilômetros de altitude. Bezos e sua tripulação ultrapassaram a linha do Kármán, considerado o limite máximo da atmosfera terrestre, e passaram alguns minutos com a gravidade zero. Legal, não é mesmo?

Para finalizar, a cabine do foguete pousou bem no deserto do Texas. Os tripulantes ainda precisaram aguardar os seguranças para abrir a cápsula. O voo foi motivo de comemoração e de vitória entre os familiares, amigos e funcionários da empresa.

Origem da marca Amazon

Encontrar um bom nome para a marca não é tarefa fácil. Bezos também passou por isso. Inicialmente, sua empresa foi registrada como Cadabra. A ideia era que soasse como algo mágico. Porém, seu advogado sugeriu fazer outra escolha, já que esse nome se parecia com “cadáver” (em inglês).

Crie o nome perfeito para sua marca: conhece o processo de naming?

A segunda opção de Bezos era Relentless, que significa “implacável”. Porém, esse nome não agradou os amigos e familiares do empresário que decidiu mudar o nome mais vez. Contudo, Jeff sempre foi um cara teimoso. Então se você procurar acessar o site relentless.com, advinha para onde será direcionado?

Por fim, chegamos ao nome Amazon. Depois de muitas buscas, o nome foi inspirado no Rio Amazonas que é considerado o maior do mundo. A ideia é que a Amazon também fosse a líder no que fizesse. E Bezos estava certo, não é mesmo?

Amazon: quando tudo começou

O começo de um negócio nem sempre é fácil. Lá em 1994, Bezos começou a fundar a Amazon na garagem de sua casa em Bellevue, Washington (EUA). Para isso, ele conseguiu um financiamento com Nick Hanauer, um investidor que ajudou a fundar mais de 30 empresas. No total, foi um investimento de 40 mil doláres.

Durante o primeiro mês de negócio o resultado já era ótimo. Seus produtos foram vendidos para mais de 50 estados dos Estados Unidos e outros 48 países. Na época, o livro era o único produto disponível em sua empresa.

Durante esse primeiro mês de existência da Amazon, existia um sino em seu escritório que tocava toda vez que uma compra era confirmada. Afinal, que empresário no começo de carreira não comemora cada venda conquistada? Porém, o sino precisou ser retirado, pois as vendas se tornaram muito frequentes.

Outra evolução interessante (e bem positiva) é o logo. Inicialmente, o logo da Amazon era azul, com textos em vermelho e azul com fontes bem diferentes. E no fundo um efeito de água. Afinal, a origem do nome veio do rio Amazonas, não é mesmo?

conheça a história da marca Amazon

Essa versão do logo foi substituída em 1997, por uma versão bem mais simples e clean. O interessante era o slogan: “A maior livraria da terra”. Percebeu a pequena inclinação de Bezos pelos elementos do espaço?

Em 1998, o logo teve a fonte alterada e a cor amarela entrou na jogada.

Mas, o logo que conhecemos hoje só começou a ganhar forma mesmo nos anos 2000. A curva amarela começou a se aparacer com o sorriso que estampa as caixas até hoje. E a seta, indicando “de A a Z”. Durante o processo de branding, Bezos foi bem direto e rápido nas aprovações. E o resultado, foi um logo bem objetivo na mensagem, não é mesmo?

O planejamento da Amazon

Atualmente a logística de entrega da Amazon é incrível. A loja já atende vários países e grande parte das entregas acontecem no dia seguinte da compra. Mas, em meados dos anos 90, quando era apenas uma livraria, não era bem assim que as coisas aconteciam.

conheça a história da marca amazon

Todas as vendas eram feitas de forma online, o que já era inovador demais para a época. Mas a Amazon não tinha um estoque cheios de produtos, o que dificultava um pouco a logística de entrega. O que existia era uma parceria com várias distribuidoras e atacadistas, então sempre a Amazon tinha todos os livros que você queria. Apesar de alguns demorarem para serem entregues!

Inicialmente a Amazon não tinha um controle de estoque bom. Pedidos eram entregues com atraso e havia algumas reclamações. Quando isso acontece, o ideal é rever onde está errado para conseguir solucionar o problema, não é mesmo?

Controle de estoque para melhorar seus lucros: você sabe como fazer?

Essa bagunça toda no estoque levaria qualquer empresário a loucura. Mas Jeff Bezos sempre foi um cara ousado. Então mesmo com esses problemas de estoque, continuou investindo pesado, até incluir mais produtos em seu catálogo de vendas. Como foi o caso de brinquedos. Para aumentar suas vendas, Jeff comprou um estoque gigantesco de brinquedos para o natal. Inclusive, comprou todo o estoque de outras lojas.

Essa foi uma estratégia para que apenas a Amazon tivesse os produtos. Assim como no caso dos livros, o resultado inicial foi um caos. Entregas atrasadas, produtos em falta e outros sobrando no estoque. Não havia um planejamento. Jeff Bezos arriscava. Mas, também era calculista.

O negócio deu tão certo que a marca é um sucesso em boa parte do mundo. Seja pela variedade de produtos, serviços oferecidos ou pela entrega rápida. Agora me conta, você já conhecia a história da criação da Amazon?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here