A moda agora é sair cancelando tudo e todos. Isso acontece com pessoas e marcas. Mas afinal, o que de fato é essa cultura do cancelamento? O que isso pode impactar em seus negócios? 

saiba o que é cultura do cancelamento

Vamos falar um pouco sobre isso e sobre como agir em situações de cancelamento. Então feche as outras abas e se concentre na leitura desse texto, ok?

Cultura do cancelamento: o que é?

A internet está aí para ser usada, tanto para fins profissionais como pessoais. Muita gente expõe seus pensamentos e opiniões em redes sociais, mas nem todos concordaram entre si. 

Isso acaba gerando uma discordância entre opiniões tão ferrenha, que por vezes a internet é usada como meio de fazer justiça. Por fim, criou-se a cultura do cancelamento. Onde um grupo de pessoas não concordam com outra, e acabam procurando maneiras de prejudicá-la virtualmente.

Como por exemplo, um cantor fala ou faz algo que vai contra os costumes de um grupo de pessoas. Essas pessoas vão até as redes sociais desse cantor e param de seguir, deixam comentários ofensivos etc. Basicamente, cancelar alguém significa excluí-la.

“Ah, mas parar de seguir não é nada demais…”

A princípio, não. Mas pode ser algo bastante prejudicial quando milhares de pessoas fazem isso nas redes sociais de uma pessoa pública ou uma marca.

Há ainda os comentários e avaliações negativas contra essa pessoa ou marca. Isso pode fazer com que outras pessoas deixem de seguir ou até consumir os produtos dessa marca. Afinal, o gatilho da aprovação social é extremamente importante, principalmente em temos em que tudo se encontra na internet.

Para quem não conhece: o gatilho da aprovação social quer dizer que as pessoas tem a tendência a seguir a opinião da maioria. Ou seja, se a maioria aprova, significa que pode ser bom. Se a maioria desaprova, significa que é ruim.

Esse tipo de situação pode acabar denegrindo a imagem da pessoa ou marca cancelada. O que irá refletir nos números (e nos lucros) futuramente.

O que pode levar ao cancelamento

Um escorregão nas palavras, umas piadinhas, frases mal construídas ou até opiniões sobre temas polêmicos. Atualmente, tudo pode levar ao cancelamento. Até mesmo um post bem intencionado nas redes sociais. 

Para quem cancela, é uma maneira de “educar” ou “punir”. Para quem é cancelado pode significar um grande prejuízo. 

Não existe uma receita para se evitar o cancelamento. Há uma maneira de tentar evitar, mas mesmo assim ninguém estará imune e o risco sempre existirá. Da mesma forma que um conteúdo pode se tornar viral, outro pode ser motivo de cancelamento.

Procure não se posicionar contra questões polêmicas demais. Geralmente isso leva a vários conflitos de opinião. Afinal, há temas em que ninguém quer abrir mão. Marcas que se posicionam em determinados assuntos podem acabar se auto prejudicando, já que muita gente pode não gostar de determinada ação de marketing.

Muitas marcas utilizam o marketing de oportunidade, aproveitando situações, memes e outros assuntos que estão em alta. Se sua marca se utiliza dessa técnica, aconselho bastante cuidado. Pois toda situação tem dois lados, portanto saiba que você poderá agradar alguns, mas outros podem “não curtir” sua proposta.

Há ainda outros motivos que podem levar ao cancelamento, como por exemplo o mau desempenho de algum produto da marca. Neste caso, o consumidor insatisfeito poderá tornar essa insatisfação pública, abrindo o caminho para outras pessoas contarem suas experiências negativas.

Contudo, é preciso frisar que não há formas certeiras de prevenir. O ideal é sempre estar atento ao que estão falando da sua marca por aí.

O que fazer em casos de cancelamento da sua marca

Apesar de ser difícil prevenir que algo do tipo possa acontecer, você pode estar preparado para se acontecer. O primeiro ponto é estar atento a todo momento sobre o que estão falando sobre sua marca. Isso significa mesmo fora do horário de funcionamento.

Fique atento às redes sociais e as notícias. Isso ajudará a ter uma ideia se está no caminho certo ou não.

Caso perceba comentários negativos a respeito da sua marca, mantenha a calma e respire fundo. E aí sim você deverá analisar o que está sendo dito para se blindar e argumentar. Evite colocar lenha na fogueira porque uma faísca pode gerar uma explosão maior ainda. Mas uma técnica muito útil nesse momento é o storytelling. Analise os comentários e faça um material se posicionando sobre isso. Se for o caso, procure alguém que saiba gerenciar crises.

Se a sua marca apoia algum influenciador, tenha certeza que os propósitos dele estão ligados com os seus. Afinal, se esse influenciador for cancelado, pode sobrar até para as marcas que o patrocinam. Por isso tome cuidado e fique de olhos abertos em quem está divulgando sua marca por aí.

Conhece alguma marca ou celebridade/influencer que foi cancelado? Conte aqui nos comentários como foi a história e como foi a volta por cima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here